Baixe o App Informativo Unicred FlorianópolisBaixar para iOS
Instituição Financeira Cooperativa

Instituição Financeira Cooperativa

O que é uma Instituição Financeiras Cooperativa?

Nada mais é do que uma instituição financeira formada por uma sociedade de pessoas, com forma e natureza jurídica própria, de natureza civil, sem fins lucrativos e não sujeita a falência. Quando um grupo de pessoas constitui uma Instituição Financeira Cooperativa, o objetivo é propiciar crédito e prestar serviços de modo mais simples e vantajoso para seus cooperados (por exemplo: emprestar dinheiro com juros bem menores e com menos exigências do que bancos).

OBJETIVOS DO COOPERATIVISMO DE CRÉDITO
• Estabelecer instrumentos que possibilitem o acesso ao crédito e a outros produtos financeiros pelos cooperados;
• Despertar no cooperado o sentido de poupança;
• Conceder empréstimos a juros baixos de mercado;
• Promover maior integração entre os empregados de uma mesma empresa, entre os profissionais de uma mesma categoria e entre micros e pequenos empresários, desenvolvendo espírito de equipe, solidariedade e ajuda mútua.

VANTAGENS DO CRÉDITO COOPERATIVO
• A cooperativa pode ser dirigida e controlada pelos próprios cooperados;
• O cooperado pode participar do planejamento da cooperativa;
• Retenção e aplicação dos recursos de poupança e renda no próprio município, contribuindo para o desenvolvimento local;
• Acesso de pequenos empreendedores ao crédito, poupança e outros serviços bancários;
• As operações bancárias de pequeno porte podem constituir-se como objeto das Instituições Financeiras Cooperativas, enquanto que, nos bancos convencionais, não estão entre seus principais objetivos;
• Menor Custo operacional em relação aos bancos;
• Crédito imediato e adequado às condições do cooperado (valor, carência, amortização etc.);
• Atendimento personalizado;
• Facilidade na abertura de contas;
• Oportunidade de maior rendimento nas aplicações financeiras;
• Possibilidade dos cooperados se beneficiarem da distribuição de sobras ou excedentes;
• No caso dos bancos, por exemplo, esses excedentes vão para os acionistas como lucro.
• As Instituições Financeiras Cooperativas podem oferecer aos seus cooperados os seguintes produtos e serviços: 

1- Empréstimos pessoais; 
2- Financiamentos de bens duráveis; 
3- Conta Corrente / Cheque Especial;
4-  Recebimentos de contas / Débitos em conta;  
5- Aplicações financeiras (recibo de depósito a prazo e cooperativo com taxas pré e pós-fixadas);  
6- Cartões de débito, crédito, múltiplo e pré-pago;  
7- Seguros gerais; 
8-  Previdência.

COMO CONSTRUIR UMA INSTITUIÇÃO FINANCEIRA COOPERATIVA

Antes de mais nada, é preciso reunir pelo menos 20 pessoas com interesses comuns em obter crédito e serviços mútuos. Reunido esse grupo, é preciso buscar informações na entidade representativa do cooperativismo, a OCB – Organização das Cooperativas Brasileiras. 

COMPOSIÇÃO DA ESTRUTURA COOPERATIVISTA

Cooperativas Centrais 
Quando pelo menos três cooperativas distintas decidem se juntar por interesses comuns, então temos uma “cooperativa central”. Excepcionalmente, estas instituições podem admitir cooperados individuais.
O objetivo de formar uma cooperativa central é organizar, em comum e em maior escala, os serviços econômicos e assistenciais de interesse das filiadas, integrando e orientando suas atividades, bem como facilitando a utilização recíproca dos serviços. 

Confederações de Cooperativas 
Quando pelo menos três centrais da mesma modalidade ou não decidem se unir por interesses comuns, então temos a chamada “confederação de cooperativas”.
Seu objetivo é orientar e coordenar as atividades das filiadas, no caso em que o vulto dos empreendimentos for além do âmbito de capacidade ou conveniência de atuação das centrais.

NÚMEROS DO SISTEMA DE CRÉDITO COOPERATIVO NO BRASIL

Ativos Totais – 295.901.295
Depósitos – 141.876.258 
Patrimônio Líquido – 39.186.275
Operações de crédito - 109.254.405 

Elaboração: Portal do Cooperativismo Financeiro
Fonte: BACEN - IF.data - posição de dez/2016

* Depósitos Totais
** Incluídos os Bancos Cooperativos
*** Depósitos: não inclusos títulos e valores mobiliários e letras financeiras

LEGISLAÇÃO PERTINENTE
Lei nº 5 764 , 16/12/1971, define a política de cooperativismo. Institui o regime jurídico das sociedades cooperativas, e dá outras providências;
Lei nº 4 595 - Lei do Sistema Financeiro Nacional;
Lei Complementar nº 130/2009;
Resolução nº 4 434 - Dispõe sobre a constituição, autorização para funcionamento, alterações estatutárias e cancelamento de autorização para funcionamento das cooperativas de crédito.

Acesse este e outros conteúdos quando quiser no App Informativo Unicred Florianópolis.